O caminho, a verdade e a vida!

Só pra avisar, esse é um texto de Raíssa para Raíssa. Um daqueles que eu escrevo pra poder reler quando eu meio que perco os sentidos, pra eu lembrar de pelo menos um propósito da minha vida.
Se ainda assim você se sente instigado a ler, boa leitura! Se não, haverá outras criações menos egoístas. 🙂

Eu estive sentindo falta de algo diferente. Algo que chamasse minha atenção como muitas coisas não chamam a um tempo. Estive sentindo falta de uma sensação de liberdade, mas ao mesmo tempo, que me desse motivos pra continuar onde estou.
Procurei em diversos lugares, de diversas formas e tudo o que eu precisei foi um reencontro.
E digo mais, foi O reencontro! Daqueles que podem acontecer zilhões de vezes e a sensação boa vai ser sempre a mesma.

Lembro muito perfeitamente a primeira vez que me deparei com essa sensação, foi dia 22 de agosto de 2007, num salão com vários jovens e, ao mesmo tempo, só eu e Você. Daí em diante eu decidi que nada que eu pensei que pudesse me dar prazer ou me fazer feliz, se comparava ao que eu senti. Resolvi no mesmo instante que buscaria aquilo pelo resto da minha vida!
E eu encontrei. Aos poucos, umas vezes mais forte, outras mais sutis; algumas em momentos de desespero e outras por simplesmente me sentir bem.

Eu aprendi o que é chorar de alegria. E digo que foram as melhores lágrimas que eu já derramei em toda a minha existência!
Ao Teu lado descobri coisas maravilhosas e pessoas insubstituíveis. Me descobri também e vi que podia construir coisas que eu achava muito fora do meu alcance.

Há mais ou menos uma semana, conversando com uma velha amiga, eu me arrepiei ao ouvi-la dizer que conheceu um cara iluminado e o quanto ele trouxe paz pra vida dela. A cada detalhe que ela falava, meus olhos ficavam cheios de lágrima e meu sorriso ia ficando mais largo, até o momento em que não me segurei. A emoção foi maior do que qualquer inconveniência e eu deixei meu coração falar. E quanto mais conversávamos, mais eu caia na real e percebia a quantidade de pessoas iluminadas eu também já conheci e nas tantas coisas que elas já fizeram por mim.
Cheguei a pensar que aqueles que já ousaram me dizer que sou “um exemplo de pessoa” ou que “gostariam de ser um pouco como eu” precisavam mais ainda conhecer quem eu conheci. Eu sou insignificante perto de muitos! Mas uma insignificante que sente que faz a diferença.
Mas ao Teu lado eu compreendi que sou tudo!

Ainda acho incrível a forma que vi tantos corações serem transformados, inclusive o meu. E ainda choro, choro de saudade.

E de saudade tenho falado muito ultimamente, mas esse é um tipo especial. É saudade que fere e cura simultaneamente. Que faz lágrimas caírem e sorrisos surgirem num rosto. E além da saudade há o medo: o medo de perder tudo isso!

Setembro de 2007. Janeiro de 2008. Maio de 2008. Setembro de 2009. Setembro de 2010.
Em todas essas datas eu renasci, pra tudo e pra todos. E sei que preciso disso mais uma vez.

Mas a vida, mais do que nunca, vem me provando várias coisas e eu fui fraca.
Na minha primeira perda, eu corri com duas amigas pra capela do colégio e desabafei. Na segunda, eu ganhei um terço de presente. Em uma das vezes eu tive muito medo, mas também tive alguém do meu lado pra compartilhá-lo comigo, naquela mesma capela. Na terceira e quarta perda eu indaguei e indago até hoje, foram as piores. Até que eu Te perdi…

Te perdi, mas já pensando no momento em que iria Te reencontrar! E anseio por isso todas as manhãs, tardes e noites.
Quero poder falar em Teu nome mais vezes, várias vezes. Quero agir em Teu nome pelo resto dos meus dias. Quero viver com as pessoas que Você colocou em minha vida e que me fizeram tão bem. Quero sentir novamente aquela vontade de mudar minha vida e mudar o mundo cada vez que Te vejo falar através de alguém.

Hoje eu só vou pedir perdão por tantos erros e por tanta fraqueza, mas sei que o dia em que poderei me redimir vai chegar.

Acordei com uma pitadinha daquela sensação incrível e com a intuição de que ela está prestes a acontecer de novo. Aquela história que o fogo do Espírito Santo diminui é até verdade, mas vale ressaltar que toda vez que ele aumenta, é pra queimar tudo de ruim que há em nós, é pra dar nova vida.
E sei que minha nova vida está a caminho!

________________________________________________________

Não é de costume dedicar texto a ninguém, mas esse é diferente e vai ser mais um agradecimento. Pois sou grata por todo o caminho que percorri, desde o momento em que minha mãe resolveu me matricular num colégio de freira até o dia em que eu descobri algo do qual eu realmente sinto falta de lá.
Aquela capela que foi cenário pra vários momentos diferentes e me mostrou a singularidade de cada amizade que tive. Todas as pessoas que conheci e que me mostraram o verdadeiro amor. Aquele grupo de jovens que me transformou e todos aqueles conectados a mim também.Todos os que souberam me emocionar da melhor forma através de palavras, testemunhos e músicas e me deram os melhores abraços e melhores conselhos. Aquela amiga que chorou comigo diante de um novo desafio em nossas vidas e permaneceu do meu lado quando parecia que tudo ia dar errado (se vocês está lendo, sabe que é você ;]). Aqueles amigos que foram descobertos com o tempo. As crianças que, muitas vezes, me mostraram verdades com atos mais simples que os de um adulto. Todas as noites que dormi um pouco mais tarde por necessidade de fazer uma oração um pouco mais longa e, no final das contas,eu ter sido muito recompensada. Todos os debates que resolvi entrar pra provar o quanto é bom o amor que sinto e o porque de acreditar em todas essas coisas aparentemente irreais. E etc, etc, etc…
O melhor de tudo não é me dar conta de tudo isso, e sim, saber que quando eu precisar me sentir maravilhosamente bem de novo, Ele estará comigo!

Que os desacreditados me perdoem dessa vez, mas eu digo com muita certeza que não há nada melhor nessa vida do que amar. E MEU MAIOR AMOR É DIVINO!

“Verdadeiro é meu amor, o sentimento foi real quando eu te entreguei tudo aquilo que há em mim.”

Anúncios

4 opiniões sobre “O caminho, a verdade e a vida!

  1. Rá, sem palavras para o seu texto
    “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.”

  2. aiii q lindaaa! eu amo todos os seus textos mas esse foi especial! eu tenho muitas memorias maravilhosas com vc, e grande parte delas é da juvencar! foi maravilhoso ter vc comigo la tds esses anos! e passar por td com vc! cada momento valeu mtoo! sinto MUITAAAAAA a sua falta na juvencar tds os domingos! nunca vou me acostumar com a sua ausencia! e essa escalada sem vc nao sera igual =/ fico IMENSAMENTE feliz de saber q vc sente falta e vai voltar! amoo vc amigaa!

  3. Eu me senti atingida por esse texto, muito lindo! E tambem porque eu presenciei parte dele, e por fazer parte de coisas que voce citou.

    Sinto sua falta lá na Juvencar e eu tenho certeza que será por pouco tempo, pois o amor Dele é lindo e tudo que alguem precisa. E voce sabe que Ele coloca anjinhos na sua vida para te ajudar em TUDO que voce precisar e prazer… eu sou um desses anjinhos.

    Te amo, e fica com Deus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s